Tipos de pesquisa e seus procedimentos. Noções de probabilidade. Pesquisa qualitativa e quantitativa. Interpretação de indicadores sociais e econômicos. Prática investigativa para a ação profissional; leitura e interpretação dos diferentes tipos de pesquisas na realidade social. O Projeto de Pesquisa em Serviço Social. A investigação como dimensão constitutiva do trabalho do assistente social e como subsídio para a produção do conhecimento sobre processos sociais e reconstrução do objeto da ação profissional. Exercício de elaboração de projetos de pesquisa que aponte: objeto, problema, referencial teórico e metodologia.

Discussão crítico-política sobre o Serviço Social na divisão sócio-técnica do trabalho. A instrumentalidade do Serviço Social: instrumental teórico-metodológico e técnico-operativo que sustentam a dimensão operativa da profissão. O surgimento de propostas fundadas na fenomenologia. O processo de retomada do pensamento marxista.

O panorama da sociedade burguesa e a constituição do indivíduo como ser social. Trabalho, indivíduo e sociedade. Trabalho, ideologia e classes sociais. Trabalho e sociabilidade na sociedade capitalista contemporânea. Trabalho como valor de uso e de troca. O significado e centralidade do trabalho no capitalismo. A crise da sociedade do trabalho e suas repercussões na vida social.

Formulação e gestão das políticas sociais na atual conjuntura. Os princípios da descentralização, municipalização e focalização. A previdência e a assistência nas sociedades capitalistas. A seguridade social pós Constituição Federal de 1988. Seguridade social: assistência, previdência e saúde. As políticas de saúde no contexto da seguridade social. Impacto da seguridade social para as classes sociais. Implantação do SUAS - Sistema Único de Assistência Social no Brasil. Formulação e gestão das políticas sociais. As políticas sociais setoriais e por segmentos: educação, trabalho, criança e adolescente, idoso, pessoas com necessidades especiais e habitação. As novas formas de regulação social.

As Atividades Complementares consistem na participação em eventos, tais como: seminários, palestras, semanas acadêmicas, conferências, atividades culturais, atividades de iniciação científica.

Planejamento e gestão de Serviços Sociais. Planejamento nas diversas áreas sociais. Elaboração e execução de programas e projetos na área de Serviço Social. O mito da neutralidade científica. Objetivismo/subjetivismo. As teorias organizacionais e os modelos gerenciais na organização do trabalho e nas políticas sociais. O planejamento como ferramenta de trabalho dos assistentes sociais.