Apresentação da filosofia patrística e medieval como forma de espelhamento da filosofia grega. Reconhecimento no pensamento ocidental do legado cristão, judaico e árabe. Compreensão da influência do pensamento medieval em questões políticas, sociais e econômicas no contexto histórico do período, através de seus principais pensadores, bem como sua influência em questões da modernidade.

O problema do conhecimento: formas, natureza, origem, fontes e limites. Informação, conhecimento e sabedoria. Verdade e fundamentação.

Nessa disciplina, o objetivo é fornecer aos alunos uma visão geral da História da Filosofia Moderna do período que se estende do século XVII até meados do século XVIII. Esse período é marcado por uma série de novidades em relação às filosofias antiga e medieval. Dentre elas, podemos destacar a consolidação e grande avanço das ciências de modo geral e as análises políticas dos denominados filósofos contratualistas, como Hobbes, Locke e Rousseau. No curso serão contemplados os principais autores modernos (do período acima delimitado) e os principais temas da Filosofia na modernidade.

As principais teorias filosóficas de pensadores de diferentes épocas históricas sobre os fenômenos humanos da ética e da moralidade. As relações entre ética e liberdade. A ética na contemporaneidade.